Seguidores

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Policial militar detém guarda municipal por desacato no Leblon


Segundo a PM, ele multava indevidamente carros na rua Bartolomeu Mitre

Um agente da Guarda Municipal foi detido por um policial militar do Batalhão do Leblon (23º BPM), na manhã desta segunda-feira (24), por desacato.
Segundo policiais militares, o guarda estava multando indevidamente carros que paravam em frente a um depósito de bebidas, na avenida Bartolomeu Mitre, no Leblon, na zona sul do Rio.
O caso foi registrado na Delegacia do Leblon (14ª DP).

2 comentários:

  1. O fato se deu por volta das 7:40h. do dia 24 de dezembro, o Gm se encontrava em seu posto de serviço na Av. Bartolomeu Mitre frente ao número 950, quando o proprietário do depósito ligou para o celular do policial para reclamar quanto a presença do Gm, que impedia o estacionamento irregular (no passeio) e a realização de carga e descarga em local e horário proibido (conforme decreto municipal 29.231) Com a chegada dos dois pms se deu início a uma série de ameaças ao Gm, e como o mesmo continuou atuando no local e infracionou devidamente o veículo do proprietário do citado depósito (estacionar no passeio e dec. mun. 29.231), os pms determinaram que o agente da autoridade de trânsito da Guarda Municipal da cidade do Rio de Janeiro e no exercício legal de sua função retirasse a multa e saísse do local. Como o Gm se recusou a atender as "ordens" dos pms, os mesmos começaram uma série de xingamentos e ameaças ao Gm. Em seguida partiram para cima do Gm e lhe deram voz de prisão e o conduziram a força até a vtr. Como o Gm disse que não tinha motivo para ser preso pois estava fazendo o seu dever funcional e que iria ligar para sua supervisão para informar todo o fato ocorrido. Porém os pms impediram que o Gm pegasse o seu celular para fazer a ligação, com uma gravata dada pelo sargento e uma chave de braço dada pelo cabo o arrastaram até a vtr e com a ajuda de mais dois pms apaisana o agrediram e literalmente o jogaram a força no interior da vtr.

    Ao chegar a 14ª DP. os pms recuaram quanto ao registro da ocorrência e tentaram persuadir o Gm e seus superiores que a ocorrência não fosse registrada, mas com a insistência e exigência do Gm todo o fato foi registrado.

    O Gm foi autuado por desacato.
    Os pms foram autuados por advocacia administrativa e abuso de autoridade.

    O Gm logo após o seu depoimento foi liberado.

    Os pms apos todo o fato receberam voz de prisão e ficaram presos administrativamente na cadeia do 23º bpm.

    ResponderExcluir