Seguidores

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Rio+Seguro realiza primeira prisão em Copacabana

Guarda Municipal do Rio de Janeiro - GM-Rio

05/12/2017 15:49:00

Um jovem com mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça foi preso na manhã desta terça-feira, dia 5, por uma equipe do Programa Rio + Seguro, na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, próximo da Rua Hilário de Gouvêia, em Copacabana, na Zona Sul. Mateus Vinícius dos Santos, de 18 anos, foi preso após dois policiais militares e um guarda municipal suspeitarem da atitude dele durante o patrulhamento de rotina.

Ao perceber a aproximação dos agentes, Mateus demonstrou nervosismo pois estava sem documento de identificação e foi conduzido para a 12ª DP (Copacabana). Na delegacia, constatou-se haver o mandado em aberto, da época em que ele era adolescente, com passagens por roubo, evasão de casa de custódia, porte ilegal de arma e receptação. Após o registro da ocorrência, ele foi conduzido para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

Na noite de segunda-feira, dia 4, guardas do Grupamento Especial de Praia (GEP) prenderam Djalma Santos, de 30 anos, acusado de furtar os pertences de um turista argentino na orla de Copacabana, na altura da Rua Santa Clara. Os agentes impediram o linchamento do acusado e o conduziram para a Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (DEAT). As equipes do GEP também estão apoiando as ações do programa Rio + Seguro.



Programa Rio + Seguro – Pioneiro no País, o Rio + Seguro associa planejamento, inteligência, tecnologia e integração entre os órgãos municipais com as forças de Segurança do Estado na prevenção à desordem urbana e à criminalidade. A primeira fase do programa foi implementada no dia 3 de dezembro, nos bairros de Copacabana e Leme, seguindo um cronograma elaborado pelo Escritório de Projetos da Secretaria Municipal de Ordem Pública, com base nos principais problemas detectados pelos setores de inteligência da Seop e da Guarda Municipal (GM-Rio), além de reclamações de moradores nas redes sociais e via ligações telefônicas ao 1746 (56% população em situação de rua e 32% ambulantes ilegais).

A iniciativa prevê uma maior participação da Guarda Municipal, aliada a policiais militares contratados por meio de convênio com o Proeis, resultando num aumento de 280 homens ao efetivo já em atividade nos dois bairros. Os agentes estão atuando com suporte de dois micro-ônibus como base operacional, dez carros e 33 motocicletas. Como os guardas não usam armas de fogo, os PMs atuam no apoio às ações de enfrentamento à criminalidade. As equipes de campo também recebem informações e imagens captadas por 54 câmeras espalhadas em pontos estratégicos e monitoradas em tempo real pelas equipes do Núcleo de Videopatrulhamento da GM-Rio, que funciona no Centro de Operações Rio


RIO + SEGURO E O GUARDA MUNICIPAL INSEGURO

Guarda Municipal

Guarda Municipal


POLICIAL É ASSASSINADO NA PRAIA DA RESERVA, NA ZONA OESTE DO RIO

O policial militar Carlos Eduardo Conceição Dias foi executado no início da tarde desta quinta-feira (20), na Praia da Reserva, na Zona Oeste do Rio, na altura do quiosque Ilha 23. De acordo com testemunhas, dois homens desceram de uma motocicleta, foram até a areia, onde a vítima estava sentada em uma cadeira de praia e atiraram na cabeça.
fotos Jadson Marques/factualrj











http://blog.factualrj.com.br/2015/08/policial-e-assassinado-na-praia-da.html

Programa Rio+Seguro

Crivella acompanha início das operações do programa Rio+Seguro
“Copacabana é a entrada do Rio de Janeiro, a vitrine, o Rio+Seguro começa por aqui e se estende por toda cidade, ainda sem prazo, mas vamos chegar”, disse o prefeito Marcelo Crivella
Rio de Janeiro (RJ) – A Prefeitura do Rio deu início às operações do programa Rio+Seguro neste domingo (3), às 8h, nos bairros de Copacabana e Leme, na Zona Sul. O programa, pioneiro no país, associa planejamento, inteligência, tecnologia e integração entre os órgãos municipais com as forças de Segurança do Estado na prevenção à desordem urbana e à criminalidade.
Os bairros de Copacabana e Leme são os primeiros beneficiados pelo projeto-piloto, que no futuro será ampliado para outras regiões da cidade. A primeira fase do programa foi implementada seguindo um cronograma elaborado pelo Escritório de Projetos da Secretaria de Ordem Pública, com base nos principais problemas detectados pelos setores de inteligência da Seop e da Guarda Municipal (GM), além de reclamações de moradores nas redes sociais e via ligações telefônicas ao 1746 (56% população em situação de rua e 32% ambulantes ilegais).
“Copacabana é a entrada do Rio de Janeiro, a vitrine, o Rio+Seguro começa por aqui e se estende por toda cidade, ainda sem prazo, mas vamos chegar. É bom deixar claro que a adequação do IPTU, aprovado no meio do ano, está bancando essas ações e também usaremos parte da verba do Fundo Especial de Ordem Pública para custear esse projeto”, declara o prefeito Marcelo Crivella (PRB).
O programa prevê maior participação da Guarda Municipal, aliada a policiais militares contratados por meio de convênio com o Proeis (Programa Estadual de Integração na Segurança), que será custeado com recursos próprios da SEOP e, a partir de março de 2018, com incremento do Fundo Especial de Ordem Pública (Feop).
As equipes de campo terão suporte de dois micro-ônibus como base operacional, dez carros e 33 motocicletas. Como os guardas não usam armas de fogo, os policiais militares vão atuar auxiliando no enfrentamento à criminalidade. Informações e imagens captadas por 54 câmeras posicionadas em pontos estratégicos e monitoradas em tempo real pelo Núcleo de Videopatrulhamento da GM, no Centro de Operações Rio (COR), serão enviadas aos smartphones das equipes nas ruas dos dois bairros.
O emprego de tecnologia não se limita às câmeras. Por meio do Mapa Operacional será possível monitorar a localização exata de cada um dos guardas municipais envolvidos na operação, graças a um sistema de comunicação integrada. Além de permitir a geolocalização dos GMs via GPS, agilizando o deslocamento das equipes para atender as demandas, os smartphones possibilitam que os guardas recebam informações sobre suas missões e imagens de suspeitos captadas pelas câmeras espalhadas pelos dois bairros.
O Rio+Seguro prevê a integração das atividades da Guarda Municipal com as forças de segurança do Estado. Seja em ações autônomas dos GMs ou conjuntas com policiais militares do 19º BPM (Copacabana) e do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTUR). A parceria ainda possibilitará o envio de imagens de flagrantes de crimes captadas pelo Núcleo de Videopatrulhamento às delegacias locais – 12ª DP e 13ª DP (Copacabana) – e à Delegacia Especial de Apoio ao Turista (DEAT). Os vídeos repassados em tempo real aos delegados responsáveis pelos inquéritos servirão como evidência para corroborar pedidos de prisões de suspeitos à Justiça.
“Tenho muita alegria de comunicar aos turistas que o Rio de Janeiro será seguro para eles e suas famílias quando vierem para cá nas férias ou tiverem interesse de assistir a qualquer evento do nosso calendário do Rio de Janeiro a Janeiro”, diz Crivella.

Manchas de desordem e criminalidade

Na fase de planejamento do programa Rio+Seguro, a análise de dados estatísticos, bem como as informações obtidas pelos setores de Inteligência, foram fundamentais à elaboração do mapa das manchas de desordem e dos pontos com maior incidência de pequenos delitos, em Copacabana e no Leme.
O mapeamento permitirá a adoção de iniciativas de ordenamento urbano, pela SEOP e GM, visando à redução da desordem e da prática de pequenos delitos. Além de possibilitar o planejamento de ações conjuntas, como o acolhimento de população em situação de rua e a organização do comércio ambulante legal. Em consequência, teremos o aumento da sensação de segurança e da qualidade de vida da população.
“Essa conjunção de esforços, Prefeitura e Governo do Estado, vai nos dar certeza que os índices de delitos e crimes vão baixar sensivelmente”, declara o secretário de Ordem Pública, Paulo Amendola.

Esquema operacional da Guarda Municipal

No primeiro dia de operação, além das equipes do RIO + SEGURO, haverá reforço de guardas dos Grupamentos de Operações Especiais (GOE), Tático Móvel (GTM) e de Praia (GEP). Essas unidades serão empregadas em situações que necessitem de atuação especializada e de pronto-emprego, e vão promover a ocupação total do solo urbano, permitindo a atuação das demais unidades na manutenção da área. O GEP atuará exclusivamente na areia, com foco na fiscalização das posturas municipais e também coibindo os pequenos delitos, tendo em vista que o grupamento tem expertise e experiência nas abordagens neste tipo de terreno.
O esquema operacional prevê a atuação em diversos pontos estratégicos, como a Avenida Nossa Senhora de Copacabana, a Rua Barata Ribeiro e em vias perpendiculares, além de toda a extensão da Avenida Atlântica, do Posto 1 ao Posto 6. Os guardas farão o patrulhamento ostensivo com foco no ordenamento urbano e na coerção a pequenos delitos. Entre os pontos fixos de patrulhamento, estão a esquina da Avenida Princesa Isabel com a Avenida Atlântica, que receberá uma equipe do Grupamento de Cães de Guarda, e a Praça Júlio de Noronha, no Leme.
O efetivo terá ainda o suporte do carro comando, com guardas bilíngues, que ficará posicionado próximo à Escola Municipal Cícero Pena, na Av. Atlântica, na altura da Rua República do Peru.
Texto e fotos: Ascom – Prefeitura do Rio de Janeiro
Eu repórter republicano
Quer ser um repórter republicano e ver sua matéria publicada no Portal PRB? É muito simples. A Agência PRB Nacional disponibiliza um contato direto para receber todo o conteúdo (textos e fotos). Anote aí o e-mail: pautas@prb10.org.br. Viu como é fácil? Agora é só participar e nos ajudar a manter esse canal sempre atualizado.








Fonte: https://www.prb10.org.br/noticias/municipios/crivella-acompanha-inicio-das-operacoes-do-programa-rioseguro/

Guarda municipal do Rio impedem arrastões

Neste sábado,(9), a atuação do Grupamento Especial de Praias (GEP) da Guarda Municipal do Rio de Janeiro (GM-Rio) 

resultou em diversas ocorrências, no total mais de 50 pessoas foram impedidas de fazer arrastões na Zona Sul da cidade. Os grupos foram abordados após análise de guardas que atuam no Núcleo de Vídeo patrulhamento da GM-Rio, que funciona no Centro de Operações da Prefeitura do Rio. Além disso, uma pessoa foi presa por porte e uso de drogas e três adolescentes conduzidos para a delegacia por uso de drogas; seis facas foram recolhidas com moradores de rua; três depósitos de caipirinha impedidos de funcionar; um evento não autorizado foi removido; 12 crianças perdidas foram encontradas e devolvidas aos pais pelo GEP; 12 cães retirados da areia; 12 turistas foram orientados e 100 crianças identificadas com pulseiras da GM-Rio.
Fonte: Ascom Ordem Pública


quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Guarda Municipal do Rio iniciou nesta segunda-feira, dia 25, treinamento técnico operacional para 20 agentes de segurança do MetrôRio.

O Grupamento de Operações Especiais (GOE) da Guarda Municipal do Rio iniciou nesta segunda-feira, dia 25, treinamento técnico operacional para 20 agentes de segurança do MetrôRio. Os participantes fazem parte da primeira turma do curso, que visa aprimorar técnicas e instruir todos os agentes que integram o grupo de operações especiais da concessionária para atuarem com segurança no controle de distúrbios e em outras atividades realizadas nas estações. 
Saiba mais acessando nosso site: goo.gl/LHUvnb 


Guardas do Grupamento Especial de Praia (GEP)

Guardas do Grupamento Especial de Praia (GEP) que estão atuando na Operação Verão da Guarda Municipal do Rio prenderam Douglas Italo Valente, de 28 anos, em flagrante, na manhã deste sábado, dia 30, acusado de roubar três pedestres próximo a ponte que liga o Terminal Alvorada ao Posto 8 da Praia da Barra da Tujuca. Os guardas estavam patrulhando a região e foram acionados por pessoas que testemunharam o ataque. Douglas agiu em conjunto com Alessandro da Conceição Rodrigues, de 29 anos, que foi preso por policiais militares. Os dois roubaram os telefones celulares de uma atendente e duas telefonistas. Foi necessário conter a população, para evitar que o acusado detido pela equipe do GEP fosse linchado. Após o flagrante e reconhecimento das vítimas, a dupla foi levada para a 16ª DP (Barra da Tijuca), onde o caso foi registrado.
Na noite anterior, guardas do GEP detiveram Patrick da Costa Ferreira, de 18 anos, na Rua Hilário de Gouveia, em Copacabana, após terem recebido denúncias de que o acusado estaria tentando roubar pessoas e fazendo ameaças com uma faca. Ele foi encaminhado para a 12ª DP (Copacabana), onde verificou-se haver mandado de apreensão em aberto contra ela, quando ainda era adolescente, tendo ficado detido.


Em patrulhamento de rotina, guardas municipais

Em patrulhamento de rotina, guardas municipais dos Grupamentos de Motociclistas (GGM), Tático Móvel (GTM) e da Unidade de Ordem Pública (UOP) do Catete prenderam três homens, duas mulheres e apreenderam três adolescentes após flagrantes de roubos nesta segunda-feira, dia 2, nos bairros de Copacabana, Catete e Botafogo, na Zona Sul da cidade. Entre as vítimas, havia turistas estrangeiros, um passageiro do ônibus da linha 474 (Jacaré-Copacabana) e um adolescente de 14 anos.



Academia da Guarda Municipal Rio,




A Operação Verão da Guarda Municipal do Rio

A Operação Verão da Guarda Municipal do Rio no feriado prolongado, dos dias 12 a 15 de outubro, contou com três prisões e mais de 300 veículos multados por diversas infrações de trânsito na orla das Zonas Sul e Oeste da cidade.
Os guardas ainda ajudaram 36 crianças que se perderam a reencontrarem os responsáveis e distribuíram mais de 190 pulseiras de identificação.




Grupamento Especial de Praia (GEP) prenderam o ambulante Almir Gouveia Xavier, de 46 anos, na tarde desta quinta-feira, dia 19, acusado de furtar a bolsa com pertence

Guardas municipais do Grupamento Especial de Praia (GEP) prenderam o ambulante Almir Gouveia Xavier, de 46 anos, na tarde desta quinta-feira, dia 19, acusado de furtar a bolsa com pertences de um casal de turistas uruguaios na Praia de Copacabana. Almir agiu com mais um comparsa, oferecendo cangas ao casal antes de furtar a bolsa. Após a fuga da dupla, banhistas que testemunharam a abordagem acionaram a equipe da Guarda que patrulhava a região.
Os guardas municipais conseguiram deter Almir na altura da Rua Figueiredo de Magalhães, mas seu comparsa conseguiu fugir. Com ele foi encontrada a bolsa das vítimas com todos os pertences. Após a prisão e o reconhecimento das vítimas, Almir foi conduzido para a Delegacia Especial de Apoio ao Turista (DEAT), onde a ocorrência foi registrada.
Na semana passada, no dia 11, os guardas do GEP também haviam prendido ambulante que furtou o telefone celular de uma banhista na altura da Rua Figueiredo de Magalhães. Célio Bezerra da Silva espalhou modelos de chapéus para distrair a vítima e furtou seu telefone celular. O caso foi registrado na 12ª DP (Copacabana).