Seguidores

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Dia 18/12 em frente a Câmara Municipal!



ATO PÚBLICO DE REPÚDIO
Dia 18/12 as 15:00, pela morte do companheiro Dijalma e pra que nao sejamos os proximos. A imprensa ja foi toda conta

ctada, todas confirmaram presença, os oficios enviados, vamos buscar respeito.
Nao teremos tempo para panfletar as bases, todos devemos divulgar ao máximo. Campanha do Ato esta sendo feito somente pela internet e midia.
2015 sera o ano das lutas por reajuste salarial, mas para pensarmos em êxito nestas lutas precisaremos legitimar nossos atos lotando os movimentos.
Nao é por arma de fogo, é por condiçoes de trabalho, escala e estrutura de segurança.
SE VC ESTIVER DE FOLGA, VENHA HOMENAGIAR O AMIGO DJALMA E MOSTRAR CORAGEM EM BUSCAR DIGNIDADE.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Guarda que atirou em ambulantes é exonerado


 Atualizado em sexta-feira, 10 de outubro de 2014 - 13h22


Decisão foi publicada no Diário Oficial nesta sexta-feira. Caso aconteceu em setembro
Foto tirada por um dos ambulantes / ReproduçãoFoto tirada por um dos ambulantesReprodução
O Guarda Municipal Fernando Perpétua da Cunha foi exonerado de seu cargo em decisão publicada pelo Diário Oficial nesta sexta-feira. Ele era acusado de utilizar arma de fogo durante uma confusão com camelôs no dia 19 de setembro, na Rua Uruguaiana, principal centro popular de comércio do Rio.

O guarda então foi preso em flagrante e encaminhado para o presídio de Bangu por tentativa de homicídio ao efetuar os disparos contra dois ambulantes no trecho próximo ao camelódromo.
A decisão foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira
Na ocasião um dos guardas municipais tentou intervir em uma briga de casal no local, quando começou a confusão. Os camelôs feridos foram encaminhados ao hospital, mas receberam alta no mesmo dia. Em uma foto tirada por um dos ambulantes, foi possível ver o guarda portando a arma de fogo.

De acordo com a Polícia Civil, a arma era registrada, mas Fernando não possuía autorização para uso dela.

Segundo a lei, os guardas municipais não podem exercer sua profissão portando armas.

ESTOU NA REDE TV - FORCOLEM guarda municipal morre a pedrada na prefeitura

ESTOU NA REDE TV - FORCOLEM
Estou nesse momento na rede tv e vou entrar ao ar daqui a pouco, vamos acompanhar.
Peço a todos que fiquem mobilizados, vem um Ato publico grande de repúdio ai!

Guarda municipal morre depois de ser agredido a pedradas dentro da Prefeitura


A Frente Manifestante, junto com a categoria e o SISEP-Rio, vem tentando promover ações para garantir o mínimo de segurança para os guardas municipais em exercício de suas funções, hoje um companheiro de trabalho veio a falecer, porem até esse momento, não houve qualquer pronunciamento do senhor prefeito e os "nossos comandantes" não anunciaram o famoso paradão que tem sito frequente nas vésperas de nossas manifestações.



Dessa forma, não podemos ficar na inércia, devemos mostrar a sociedade e as autoridades o fato ocorrido para que providências sejam tomadas, lembrando que o Judiciário permitiu que isso acontecesse quando negou a liminar que tirava o efetivo da GM-Rio das ruas por falta de segurança, então, vamos mostrar o resultado com uma manifestação nas ruas do Rio de Janeiro com dia e horário ainda a ser definido.
Neste momento difícil queremos expressar nosso profundo pesar e manifestar nosso apoio á família e que Deus os conforte. 
Informamos que o enterro será amanhã às 13:00 no cemitério de Campo Grande e que será velado na capela N.S. do Bonfim.




Ai o resultado, vários colegas machucado e até um sub. Cadê as armas não letais sem contar a vtr queimada e armas na cara doas amigos. Sorte que mandaram os colegas saírem.

O guarda municipal Djalma Rodrigues de Almeida, de 50 anos, morreu no último domingo após uma semana em coma. Lotado na 10ª Inspetoria da Guarda...
EXTRA.GLOBO.COM|POR JORNAL EXTRA - EXTRA ONLINE





domingo, 14 de dezembro de 2014

Guarda Municipal e Policia Civil Rio de Janeiro

ESTAMOS NO CAMINHO CERTO!!!! 2015 ANO DE GRANDES PARCERIAS!!!
O Chefe de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Delegado Renato Veloso, agradeceu a nossa presença e abriu as portas para a GM no projeto e em outras parcerias!!!
PARABÉNS A POLÍCIA CIVIL POR ESSA INICIATIVA!!
A Polícia Civil inaugurou, nesta sexta-feira (12/12), o Centro Desportivo Policial, na Cidade da Polícia. O espaço tem como objetivo oferecer atividades físicas e desportivas para policiais e crianças de comunidades pacificadas, criando um ambiente de lazer e integração. O projeto prevê a criação da equipe PCERJ Fight, para formar atletas de artes marciais. A equipe irá participar de competições municipais, estaduais e federais, em modalidades de artes marciais, como Jiu-jitsu, Judô, karatê e Muay Tai.
Com a criação do Centro Desportivo Policial, a instituição pretende investir em projetos esportivos que valorizem a autoestima, a condição física e mental e a capacitação profissional do policial. Além disso, contribuir com o combate ao sedentarismo, ao estresse profissional, a OBESIDADE entre outros males.
— com Anderson Musgo.


Alessandro Rocha, O trágico já aconteceu, e mais, na prefeitura na casa do prefeito. O guarda que perdemos é lotado na 10 IGM

PERDEMOS MAIS UM GUARDA MUNICIPAL - A GUARDA MUNICIPAL DO RIO CONTINUA DESARMADA- MESMO COM O ADVENTO DA LEI 13.022 DE 08 DE AGOSTO DE 2014.

Alessandro Rocha, O trágico já aconteceu, e mais, na prefeitura na casa do prefeito. O guarda que perdemos é lotado na 10 IGM

Então vamos lá!qual é o problema a por debaixo do tapete agora?há sim!a Morte do companheiro djalma...mais um que morre no cumprimento do dever e sem ter como se defender.SR Prefeito será que o senhor sabe do ocorrido?SR IG o senhor deixará que me punam pelo fato de eu está usando do direito de me manifestar?desde já deixo claro não ter nada contra a pessoa física do nosso prefeito ou IG.contudo não posso dizer que estou satisfeito com a pessoa jurídica de ambos.Pessoal,somos GMs e se não cuidarmos dos nossos quem irá cuidar?Inspetores,subs ,líderes e todos os níveis até quando?já é de costume em nossa instituição colocarem o problema debaixo do tapete...nossa briga(FM)não é contra o Eduardo Paes e com ninguém pessoalmente...queremos poder trabalhar em paz,não é muito que lhe pedimos...e isso que aconteceu com o Djalma pode acontecer com você...é só ver nas inspetorias fora do eixo centro-zona sul....eu posso falar de minha unidade 5°(bangu)8 a 12 homens em um calçadão com 500 camelôs ávidos por trabalhar e sendo proibidos(legalmente) por nós...e esses 8 e 12 homens com a metade de FEM(nada contra as guerreiras,trabalhadoras e dedicadas GMs)mais quem como eu ficou 10 anos no centro,5 no Gep e pegou inúmeros confronto sabe que estou dizendo...pessoal,só queremos EPI e isso não é muito.agora,será que teremos que ver outros companheiros morrendo em serviço?pensem no natal dessa família que perde seu chão,se coloque no lugar deles e veja se você pode ficar inerte e  sem reparar a dor...estou muito triste!mesmo!


LUTO/ GM-RIO/MORTO.



LUTO/ GM-RIO/MORTO.

 GMs e se não cuidarmos dos nossos quem irá cuidar?Inspetores,subs ,líderes e todos os níveis até quando?já é de costume em nossa instituição colocarem o problema debaixo do tapete...nossa briga(FM)não é contra o Eduardo Paes e com ninguém pessoalmente...queremos poder trabalhar em paz,não é muito que lhe pedimos...e isso que aconteceu com o Djalma pode acontecer com você...é só ver nas inspetorias fora do eixo centro-zona sul....eu posso falar de minha unidade 5°(bangu)8 a 12 homens em um calçadão com 500 camelôs ávidos por trabalhar e sendo proibidos(legalmente) por nós...e esses 8 e 12 homens com a metade de FEM(nada contra as guerreiras,trabalhadoras e dedicadas GMs)mais quem como eu ficou 10 anos no centro,5 no Gep e pegou inúmeros confronto sabe que estou dizendo...pessoal,só queremos EPI e isso não é muito.agora,será que teremos que ver outros companheiros morrendo em serviço?pensem no natal dessa família que perde seu chão,se coloque no lugar deles e veja se você pode ficar inerte e sem reparar a dor...estou muito triste!mesmo!

Washington Santos Basta !!!


sábado, 13 de dezembro de 2014

Decretada prisão de traficantes que executaram guarda com 300 tiros

Rio de Janeiro

William Mendes de Oliveira foi morto após os criminosos descobrirem que ele era informante do Bope. Vítima filmou traficantes fantasiados de heróis na Maré

Leslie Leitão, do Rio de Janeiro
A vítima: guarda municipal William Mendes de Oliveira foi executado em 'Tribunal do Tráfico'
A vítima: guarda William Mendes de Oliveira foi executado em 'Tribunal do Tráfico' (VEJA/VEJA)
Eram 8h32 da manhã do Dia das Crianças de 2013 quando o guarda municipal William Mendes de Oliveira, de 37 anos, flagrou um desfile de super-heróis pelas ruas do Complexo da Maré. Informante do Exército e do Batalhão de Operações Especiais (Bope), ele filmou, com uma microcâmera, uma prática comumente utilizada por bandidos: o assistencialismo. Para angariar a simpatia dos moradores das favelas que dominam e na base do terror, traficantes usam datas festivas para fazer um agrado a quem vive oprimido. Naquele 12 de outubro, em cima da caçamba de uma picape preta, criminosos sanguinários trajavam roupas de personagens que habitam o imaginário das crianças como Batman, Hulk, Homem de Ferro, Capitão América e até o Ursinho Pooh. Uma semana mais tarde, William foi capturado por Marcelo Santos das Dores, o Menor P, chefe do tráfico da maioria das favelas da região. Na frente da família ele foi torturado, espancado e teve seu corpo destruído por tiros de fuzil. O caso foi revelado por VEJA na véspera da entrada das Forças Armadas para ocupação do território, em abril. Esta semana, a Justiça decretou a prisão de dez homens que, de acordo com as investigações da 21ª DP (Bonsucesso), participaram da sessão de barbárie.

Leia também:
'Se quiser, mato um soldado por dia', diz traficante da Maré
Soldado morto na Maré serviu no Haiti, mas temia favela no Rio

Os relatos dos momentos finais da vida de William são assustadores. Para começar, a família e a própria polícia estão convictas de que o guarda municipal foi traído. Um policial militar teria recebido 50.000 reais para dizer quem era o homem que abastecia o Bope e o Exército com as imagens. Pouco depois das 20h do dia 19 de outubro, ele acabou capturado pelos criminosos. Levado para uma obra, começou a ser torturado. Um irmão, a irmã e a mãe foram levados até o local onde acontecia o julgamento do 'Tribunal do Tráfico'. Lá, o viram confessar: "Eu sou X-9 (alcaguete), mãe, me perdoa". Em seguida, os criminosos retiraram a mãe e a irmã com a promessa de que ele ficaria vivo e seria apenas expulso da favela. Era mentira. Logo depois, Menor P chegou ao local escoltado por dois seguranças. Com um relógio em mãos (que fora usado para filmar), levantou as mãos para o céu e gritou: "Obrigado, meu Deus". Alguns minutos depois recebeu a informação de que parentes do guarda municipal estavam se reunindo para um protesto numa das ruas da Maré. E avisou a um dos irmãos de William: "Se criarem tumulto vou matar a primeira, a segunda, a terceira e a quarta gerações da sua família".



Exatamente às 21h24, Menor P, também conhecido como Astronauta, entrou na obra novamente, pegou um fuzil AK-47 (o mesmo modelo que ficou famoso nas mãos do terrorista Osama Bin Laden) e começou a atirar. Uma das testemunhas do processo relatou que o criminoso 'gritava como o Rambo' enquanto atirava. Em seguida, outros criminosos também fizeram disparos: a polícia acredita que foram mais de 300 tiros. Os restos mortais de William foram carregados num carrinho de obra e incendiado à beira do Canal do Cunha.

William dava aulas de educação física na favela e gostava de incentivar jovens a praticar esportes. Segundo um parente que prestou depoimento, ele estava chateado em virtude de o tráfico ter acabado com uma pista de corridas que existia dentro da Vila dos Pinheiros, que integra o Complexo da Maré. Horas antes de ser capturado, ele chegou a ser avisado que os bandidos procuravam o homem que presenteara Menor P com uma camisa de futebol. Era ele. Mas William decidiu não ir embora. Enviou um email para um policial do Bope e informou que já havia comunicado a um integrante do Setor de Inteligência do Comando Militar do Leste (CML) sobre a possibilidade de ter sido descoberto.

Responsáveis – A investigação concluída pelo delegado Delmir Gouveia mostra que, dos dez criminosos identificados, cinco estão presos: o próprio Menor P (capturado pela Polícia Federal num apartamento em Jacarepaguá), seu irmão Fabiano Santos de Jesus, o Zangado, além de Marcos Vinícius Mesquita Pereira, o Monfai, Cilmar Sales Leite, o Relâmpago e André França Gama, o Descaído. Outros cinco continuam foragidos. São eles Valdinei Sabino dos Santos, o Dinho, Bruno Gonçalves da Silva, o Soldado, Ronaldo do Nascimento Lopes, o Boquinha, Rodrigo do Nascimento Oliveira, o Tiazinha e Thiago da Silva Folly, o TH. Este último é apontado pela Polícia Civil como o novo gerente geral do tráfico nas favelas da Maré dominadas pela facção Terceiro Comando Puro (TCP).

Nas duas últimas semanas, a quadrilha mostrou sua ousadia mesmo com a região ocupada por 3.000 homens das Forças Armadas. No dia 28 de novembro, um tiroteio resultou na morte do soldado Michel Mikami, de 21 anos. No último sábado, os criminosos atacaram na principal via de acesso à cidade do Rio de Janeiro. Na Linha Vermelha, fecharam o trânsito e, armados com fuzis e pistolas, atacaram um ônibus lotado de turistas que haviam desembarcado no Aeroporto Internacional Tom Jobim. Pelo menos 24 médicos italianos que vieram para um congresso internacional foram assaltados. Três deles chegaram a reagir e foram agredidos. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat).

 http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/justica-decreta-prisao-de-traficantes-que-executaram-guarda

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014


11/12/14 06:0011/12/14 10:44

Guarda morto por ser informante da polícia registrou traficantes vestidos de super-heróis na Maré

-A A A+
Carolina Heringer
Uma carreata no Dia das Crianças do ano passado, com traficantes fantasiados de super-heróis desfilando pelas ruas do Complexo da Maré, foi um dos últimos espisódios filmados pelo guarda municipal William Mendes Oliveira, de 37 anos, antes de ser executado. Ele foi morto uma semana depois de ter feito as imagens, em 19 de outubro, após os bandidos descobrirem que ele era informante do Bope e do Exército. Segundo as investigações, um policial, que não foi identificado, é que teria revelado aos traficantes que o guarda era informante. Em troca, recebeu R$ 50 mil. Na terça-feira, a Justiça decretou a prisão do chefe do tráfico na Maré, Marcelo Santos das Dores, o Menor P, e de outros nove bandidos pelo crime.
Reprodução de vídeo
Reprodução de vídeo Foto: Guarda municipal flagrou traficantes fantasiados de heróis
Os traficantes foram identificados em investigação da 21a DP (Bonsucesso), na qual todos foram indiciados e tiveram as prisões pedidas à Justiça. Num e-mail enviado pelo guarda a um policial do qual era informante, ele chamou atenção para o fato de que alguns veículos utilizados na carreata da festa para as crianças eram roubados. Ele relata ainda que há traficantes num grupo de homens fantasiados de super-heróis que se exibiam na caçamba de um carro. William, nascido e criado na Maré, flagrava não só as festas do tráfico, mas principalmente os criminosos circulando armados pela comunidade e as vendas de drogas. Ele costumava usar as mensagens na internet para se comunicar e repassar algumas informações.
William foi morto com tiros de fuzil
William foi morto com tiros de fuzil 

GM GUARDA MUNICIPAL RIO E ATACADO A PEDRADA POR PIPEIRO..ENCONTRA-SE EM COMA..


segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

principal
Entra no ar na próxima segunda-feira (08) um simulador que permitirá aos guardas municipais de Curitiba avaliar seus ganhos financeiros e perspectivas de carreira com a implantação do novo Plano de Cargos e Salários da categoria. A Secretaria de Recursos Humanos também promoverá duas reuniões para tirar dúvidas sobre o assunto. A adesão ao plano, que foi sancionado pelo prefeito Gustavo Fruet em outubro, é facultativa e poderá ser feita a partir de terça-feira (9).
Tanto o simulador quanto o termo de adesão ao novo plano estarão disponíveis no site RH 24 Horas. Os guardas municipais que desejarem aderir ao plano deverão apresentar o termo de adesão assinado no Núcleo de Recursos Humanos II, localizado no subsolo do Palácio 29 de Março (Avenida Cândido de Abreu, 817), de segunda a sexta-feira, das 9 horas ao meio-dia e das 14 às 17 horas.
Para assegurar a total transparência na transição para o novo plano, uma comissão composta por representantes das secretarias de Recursos Humanos, Defesa Social e do Sindicato da Guarda Municipal será responsável pela deliberação acerca de casos omissos no processo de enquadramento. A comissão foi criada por meio do decreto nº 1232 e iniciará seus trabalhos no dia 11 de dezembro, na Secretaria de Recursos Humanos.
Os decretos nº 1231 e nº 1232, que tratam da implantação do novo Plano de Carreira dos Guardas Municipais, conforme lei nº 14.522, já estão disponíveis para consulta no Diário Oficial do Município (DOM). Com esses atos, a administração municipal cumpre seu compromisso com a categoria e promove mais uma dentre as dezenas de ações realizadas nos últimos dois anos para valorizar os servidores municipais – uma das prioridades do plano de governo da atual gestão.
O plano
Proposto pela Prefeitura e aprovado pela Câmara Municipal em setembro, o novo plano corrige falhas históricas na carreira dos guardas municipais. Um dos avanços é o fato de permitir que o tempo de estágio probatório seja válido como avanço na carreira, o que até agora não era possível. Além disso, o plano valoriza o mérito funcional e o tempo de serviço e estimula o aperfeiçoamento e a qualificação profissional, ao prever aumentos salariais por titulação.
Com o novo plano, um agente aprovado em concurso de nível médio terá aumento de até 166% desde o ingresso até o topo da carreira, por tempo de serviço e por titulações alcançadas. O vencimento básico sairia  de R$ 1.575 no início da carreira, podendo atingir até R$ 4.192 ao fim da carreira. Considerando a Gratificação de Segurança, recebida por todos os guardas municipais, a remuneração atingirá até R$ 6.289. Para as outras funções (supervisor e inspetor), esse valor ainda aumenta em 50% e 75%, respectivamente, sobre o valor inicial do cargo.
Hoje os guardas entram na Prefeitura no cargo de guarda municipal, com poucas possibilidades de avançar na carreira. Com o novo plano, o servidor pode subir na hierarquia, para os postos de supervisor e inspetor. São três classes distintas, de acordo com o tempo de serviço e trajetória de carreira.
Além disso, mesmo que o servidor não assuma um posto maior, haverá aumento linear por tempo de serviço e também por titulação. Ou seja, a carreira é de nível médio, mas o profissional pode concluir uma graduação, ou curso de pós graduação (seja especialização, mestrado ou doutorado). A cada título educacional conquistado, o guarda tem acréscimo na tabela salarial.
“O plano é o resultado da valorização da Guarda Municipal pelo prefeito Gustavo Fruet que sempre se mostrou receptivo às reivindicações da classe. Agora teremos uma carreira única de acordo com o estatuto dos guardas municipais”, disse o diretor da Guarda Municipal, Cláudio Frederico de Carvalho.
Encontros