Seguidores

terça-feira, 25 de agosto de 2015

curso Segurança e Proteção de Autoridade

Os guardas municipais Frank Emerson Lira da Rocha (CEM) e Gustavo Gomes Carvalho (1º GEP) concluíram na manhã da última quarta-feira, dia 19, o curso Segurança e Proteção de Autoridade promovido pela Marinha do Brasil. Com duração de 45 dias, o curso teve a finalidade de capacitar os alunos para realizar escoltas de autoridades e viaturas oficiais.
A solenidade de formatura aconteceu no 1º Distrito Naval, na Praça Mauá. Além de integrantes da Marinha, Polícia Federal e Corpo de Bombeiro, a solenidade contou com a presença do comandante do 1º Grupamento Especial de Praia (1º GEP), subinspetor William Fontes.
Os alunos tiveram as seguintes instruções: Armamento, Munição e Tiro, Direção defensiva, Evasiva e Ofensiva, Segurança Aproximada, Primeiros Socorros, Defesa Pessoal e Dignitária e Resgate Aquático. Além da GM-Rio, o curso reuniu alunos do Exército, da Polícia Federal, da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Ministério Público do Rio de Janeiro.

Curso Armas Não Letal para Agentes da Policia Civil Guardas Municipais Belford Roxo e AGESP dia 22 de agosto de 2015, Especialista em Treinamento com Armas Não letais André Rio, de Janeiro.



Curso Armas Não Letal para Agentes da Policia Civil Guardas Municipais Belford Roxo e AGESP dia 22 de agosto de 2015, Especialista em Treinamento com Armas Não letais André Rio, de Janeiro.



domingo, 23 de agosto de 2015

Patrulhamento noturno(30/07/15) equipe GAO turma Índia. Prisão de dois suspeitos, acusados de roubarem munícipes na orla da Barra. Ocorrência registrada na 16a Dp



2°GEP atuando no evento teste de triathlon/Copacabana.



GMs do grupamento atuando em conjunto com Bombeiros,socorrendo vítima que fraturou uma das pernas após ser atingida por uma onda....Barra da Tijuca...12/01/15

Nesse domingo de sol, as equipes do 2°GEP, encontraram inúmeras crianças que estavam perdidas de seus responsáveis...ficando as mesmas, sob os cuidados dos GMs até que seus pais fossem localizados...Barra da Tijuca...12/01/15.

ATENÇÃO DEDIQUE SUA FOLGA PARA O DIA 31/08/2015 face. Jones Moura













PROTETORA DO CIDADÃO

ATENÇÃO DEDIQUE SUA FOLGA PARA O DIA 31/08/2015

Estivemos reunidos com o comentarista da rede Globo Rodrigo Pimentel, muitos assuntos foram debatidos, o comentarista se mostrou favorável ao cumprimento integral da Lei e interessado em participar da Marcha Azul Marinho, marcamos uma nova reunião onde vamos discutir os assuntos que devem ser abordados no dia 31 e para levar o convite oficial confeccionado pela ALERJ.


quinta-feira, 20 de agosto de 2015

ATENÇÃO DEDIQUE SUA FOLGA PARA O DIA 31/08/2015

Guarda municipal é salvo pelo colete na capital de sp.

SÃO PAULO CAPITAL
quinta feira , dia 20 de agosto de 2015
Guarda municipal é salvo pelo colete na capital de sp.
Uma Guarnição da (Gcm) Guarda civil metropolitana em ronda pela região leste da cidade de São Paulo, deparou -se com uma tentativa de sequestro .Os Gcms imediatamente intervieram-se, para efetuar a prisão dos criminosos e libertar a vítima, mas os autores do crime evadiram-se em alta velocidade desferindo vários disparos de
arma de fogo contra a guarnição.
Salvo pelo colete ,um Gcm da guarnição foi alvejado no peito,ficando somente com pequenas escoriações .Várias viaturas fizeram diligências pela região,onde lograram êxito em localizar o veículo dos criminosos e libertar a vítima. A ocorrência esta sendo apresentado no 68º DP da região nesta manhã, As equipes continuam em diligencias a procura dos criminosos que podem estar em algum hospital da capital, uma vez que há uma grande possibilidade desses terem sidos feridos na troca de tiro

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Novo comandante diz que arma de fogo vai fortalecer trabalho da Guarda Municipal Servidor de carreira da Prefeitura de Belo Horizonte assumiu a chefia da instituição e se mostrou favorável à utilização dos equipamento com poder balístico

 postado em 11/08/2015 11:09 / atualizado em 11/08/2015 13:53
Jair Amaral/EM/D.A Press
A Guarda Municipal de Belo Horizonte tem um novo comandante. O servidor Rodrigo Sérgio Prates assumiu o posto no lugar do coronel Itamar Pacheco nesta terça-feira, durante uma solenidade no Teatro Sesiminas, no Bairro Santa Efigênia, Região Leste da capital. Prates é funcionário de carreira da corporação desde de 2003 e exercia a função de coordenador de qualificação.
Uma das principais reivindicações dos agentes, a utilização de arma de fogo no trabalho, foi um dos assuntos tratados por Prates. Ele entende que equipamento vai fortalecer o trabalho da guarda e, ao mesmo tempo, não implica mudanças no convívio dos agentes com a população. "É um equipamento de proteção que a gente entende como vital e necessário”, opinou. 

Em maio de deste ano, a prefeitura propôs que os guardas comecem a usar armas em janeiro de 2016. Antes desse período, todos os servidores vão ser treinados por uma empresa especializada e a previsão é que a primeira turma seja formada até o início do ano que vem.

O prefeito de BH Marcio Lacerda, que participou da solenidade, deu detalhes a respeito do processo de armamento. "A contratação da empresa que vai realizar o treinamento ainda está em andamento e esperamos concluir esse processo até o final de setembro", informou. 

Lacerda explicou ainda que não serão todos guardas que terão porte de arma e que os pontos de vigilância da guarda mais vulneráveis à criminalidade vão contar com o armamento. Esses locais ainda estão sendo definidos. 

A discussão para armar a Guarda Municipal se arrasta por algum tempo e já virou motivo de paralisação dos agentes em maio de deste ano. Em janeiro, o assunto voltou à tona depois que uma servidora foi atingida por uma bala de borracha durante uma confusão entre guardas e a PM, no Centro da capital.

12/08/2015 09h20 - Atualizado em 12/08/2015 12h26 Guardas do Rio terão aulas para lidar com tumultos na orla, como 'arrastões' Curso de imobilização e condução de detidos terá aula que cita o Bope. Agentes terão lições teóricas e práticas na Reserva e no Forte São João.


Gabriel BarreiraDo G1 Rio
Verão de 2015 teve cenas de tumulto nas praias do Rio (Foto: Reprodução/TV Globo)Verão de 2015 teve cenas de tumulto nas praias do Rio (Foto: Reprodução/TV Globo)
Os guardas municipais que trabalham nas praias do Rio vão passar, pela primeira vez, por um curso voltado para controle de distúrbios na orla, com aulas que vão da imobilização à condução de detidos na faixa da areia. Embora não cite diretamente os arrastões, este é o principal problema dos profissionais que trabalham na orla com a chegada do verão, segundo guardas municipais ouvidos pelo G1.
As aulas começam no dia 24 de agosto e capacitarão cerca de 100 agentes. Serão 64 horas de aulas, mais 16 voltadas para atividades complementares. Dentre elas, "Defesa Pessoal Tática (Bope)", em alusão ao Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar.
Em nota, a corporação afirma que o formato do curso é rotineiro em toda a guarda e será realizado "para capacitar o efetivo a lidar com qualquer tipo de situação que possa acontecer nas areias, especialmente com o aumento crescente de turistas".
"A grade curricular é bem abrangente, e trabalha desde o condicionamento físico do guarda, até situações extremas que possam ocorrer em dias de praia cheia no verão, como tumultos e brigas. Estas situações têm que ser levadas em conta para que em uma emergência o guarda tenha o preparo para que possa atender os banhistas da melhor forma possível. A preocupação da Guarda Municipal com as ações do verão vem muito antes do fim do ano, justamente para atuarmos de forma preventiva", diz o capitão Rodrigo Fernandes, inspetor geral da Guarda.
A proposta do curso fala em capacitar a turma em "situações extremas contra turbas [confusões], preservando a integridade física e moral dos cidadãos". Para seus subordinados, os tumultos têm nome.
Guardas e banhistas brigaram em 2012 em Ipanema (Foto: Arquivo pessoal)Em 2012, guardas e banhistas se desentenderam
e brigaram em Ipanema (Foto: Arquivo pessoal)
"O que dá mais trabalho é arrastão, correr atrás de ladrãozinho. Mas tem também que coibir outras irregularidades menores", diz um agente que participará do curso e não quis ser identificado.
Dentre as obrigações menores, está a proibição da prática de esportes na faixa de areia até as 17h. Na teoria parece simples, mas, na prática, a ação já acabou em tumulto generalizado após os banhistas desobedecerem a ordem dos guardas.
"É um decreto, a gente apenas faz cumprir a lei, mas as pessoas não entendem. Uma vez, um 'playboy' em uma atividade irregular disse que ninguém ia tirá-lo da areia. As pessoas sabem que guarda não usa arma, começaram a nos xingar e ficaram do lado do 'cara'. Virou uma grande confusão, fui atingido por três cocos", afirmou outro agente, se referindo a um episódio de 2012.
Segundo relatos, um grupo teria sido impedido de jogar "altinha" em Ipanema e partiu para cima dos agentes, que retribuíram com truculência.
Cariocas aproveitaram o dia de sol para jogar 'altinha' em Ipanema (Foto: Guto Azevedo/ Arquivo Pessoal)'Altinha' é proibida na beira do espelho d'água entre 8h e 17h (Foto: Guto Azevedo/ Arquivo Pessoal)
Aulas práticas na Reserva
Os profissionais também ouvirão uma palestra para saber adotar procedimentos na apresentação de ocorrências nas delegacias. Apesar de o curso ser quase todo voltado para as ações de controle de distúrbios, há também informações sobre crimes de menor potencial ofensivo (como porte de drogas) e "uso diferenciado da força". As aulas, teóricas e práticas, acontecerão nas praias da Reserva e no Forte São João.  Serão aprovados os guardas que comparecerem a, pelo menos, 75% das aulas

13/08/2015 15h46 - Atualizado em 13/08/2015 15h46 Prefeitura discute uso de arma de fogo para Guarda Municipal de Santos

Proposta foi apresentada durante reunião nesta quarta-feira (12).
Ideia da administração municipal é fomentar a discussão na sociedade.

Do G1 Santos
A Prefeitura de Santos, no litoral de São Paulo, discute a possibilidade de parte do efetivo da Guarda Municipal utilizar arma de fogo. A proposta foi apresentada pelo secretário de Segurança, Sergio Del Bel, durante reunião do Conselho Municipal de Segurança nesta quarta-feira (12).
A ideia da administração municipal é, inicialmente, democratizar a discussão com a sociedade, realizando debates entre conselhos comunitários e moradores. Caso a proposta seja bem recebida, a prefeitura pretende abrir licitação para exame psicológico dos guardas interessados.
O Estatuto Geral das Guardas Municipais permite a utilização de arma de fogo por guardas municipais em cidades com mais de 200 mil habitantes. Atualmente, a os guardas contam com colete balístico, algemas, tonfa (uma espécie de cassetete), spray de pimenta e alguns utilizam a pistola taser.